quarta-feira, 25 de novembro de 2009

O Hábito da Leitura

Comentário original postado em:
http://grooeland.blogspot.com/2009/11/e-quem-se-importa-com-livrarias.html
Caro Jaime, no tempo que freqüentava semanalmente os Shoppings da cidade, juntamente com minha família, meu programa favorito constava de uma sessão de cinema, visita a praça de alimentação para saborear alguns chopps com batata frita e para encerrar uma tarde no Shopping, a visita a uma grande livraria, com revistaria e jornais do dia. Esse era o meu hábito que terminei passando para o meu neto. Hoje quando ele vai com a mãe ao Shopping, depois é claro de visitar o Parque de brinquedos eletrônicos, pede para ir à livraria, e lá fica um tempão na seção de livros para crianças. Isso mostra que bons exemplos proporcionados pelos mais velhos, terminam transformando em bons hábitos para os jovens. Mas não é só isso, este meu neto mora em minha casa junto com a mãe (minha filha) e desde pequenininho (hoje tem oito anos), o mesmo tem sua mesinha com cadeira e muitos livros e revistinhas de histórias. Ali no seu cantinho, ele senta, desenha e fica a mexer em seus livros e revistas. Daí é que vai se formando mais um leitor e amante de livros, obviamente com uma grande ajuda da escola e professores. Cabe aos pais estimular desde cedo o hábito da leitura junto aos filhos, presenteando-os com livros ilustrados e revistinhas, como também lendo histórias para os mesmos antes de dormirem. Que cada um faça sua parte a seu modo e a seu jeito, contribuindo para que surjam cada vez mais jovens leitores, fazendo com que não se feche tão facilmente livrarias por esse Brasil. Infelizmente é fechando livrarias e abrindo novos bares. Um abraço, Armando.

2 comentários:

Jaime Guimarães disse...

Valeu, Armando! Realmente é uma pena que as livrarias fechem por falta de leitores, principalmente. Infelizmente muitos consideram a leitura uma coisa "chata" e "maçante", por isso preferem gastar com outros entretenimentos ( alguns até questionáveis).

E interessante, não é? Como a questão da estrutura familiar faz a diferença. Sempre fez!

Um abraço e obrigado!

(Carlos Soares) disse...

Infelizmente. A cultura e educação cada vez mais perdendo espaço no país.Um abraço.