quinta-feira, 19 de março de 2009

Canal 100 de Carlos Niemeyer (Década 60/70)

Comentário original postado em:
Caro Atílio, você agora me fez voltar ao início das sessões de cinema, da década de 60/70, quando todo longa-metragem, era precedido de um cine-jornal e antes da vinheta de abertura do jornal, trailers e do filme principal, era obrigatório a apresentação em fotogramas, do Certificado de Censura. Quanto ao cine-jornal, tratava-se de um noticiário em preto & branco, que no final, sempre apresentava uma importante partida de futebol, da semana que tinha passado. Mesmo o noticiário trazendo informações com certo atraso, despertava interesse nos espectadores, pois nessa época, sómente as grandes capitais, possuíam televisão. O “Canal 100” de Carlos Niemeyer, foi o cine-jornal de maior sucesso nesta época, chegando muitas vezes a ser todo colorido e em outras somente a partida de futebol. Uma inovação, para tempos em que até o filme principal, muitas vezes era em preto & branco. A grande atração deste cine-jornal, eram as partidas de futebol, no final de cada edição, pois sua filmagem inovadora, chamava atenção dos especialistas, com suas tomadas e enquadramentos inéditos, transformando dribles e jogadas ensaiadas, em verdadeiros bailados, passando a serem imitados por cinegrafistas de outras companhias e pela televisão. Outro sucesso, era o seu prefixo, que ficou famoso em todo Brasil, com a música “Na Cadência do Samba” de Luiz Bandeira, na versão orquestrada de Waldir Calmon, que muitos não sabendo o nome da música, diziam a primeira frase da letra: “Que bonito é...”. Até hoje, é usada pelas emissoras de rádios e Tvs de todo o Brasil, como prefixo de programas esportivos, virando sinônimo de futebol.

Copie link abaixo, cole na barra de endereços acima e ouça música tema: Futebol - Canal 100

3 comentários:

Ana R. disse...

Que bonito é...Lálárálárálálá...Sim, eu me lembro!! Tempo bom!
Abraços!

Armando Maynard disse...

Em resposta ao meu comentário em sua postagem no blog: [http://atiliosantarelli.fotoblog.uol.com.br/ph], o amigo Atilio respondeu:
Grande Armando ! Eu tb era fascinado pelo Jornal do Canal 100, quando dava aquele apito e entrava a musica o pessoal na platéia chevaga até a aplaudir, realmente as filmagens dos jogos eram fantásticas, o Canal 100 foi um inovador na maneira de se filmar uma partida de futebol, muita camera lenta, planos bem fechados, closes dos torcedores retratando as suas emoções, hoje com toda essa técnologia digital eles não chegam nem aos pés do Canal 100, isso na minha modesta opinião. Obrigado Armando

Daniel Savio disse...

Interessante...

Mas tem muita coisa boa que cada geração acaba vivendo e perdermos isto por simplesmente não trocarmos informações.

Fique com Deus, menino Armando.
Um abraço.